Million Dollar Baby

Jornalistas, fotógrafos e todo o tipo de profissionais dos media acampam à porta do St. Mary’s Hospital, em Londres.

Em revistas, sites e conversas de café especula-se o sexo do bebé, o nome e a decoração do quarto.

Bem-vindos à febre do Bebé Real!

130619045657-royal-baby-pacifier-zazzle-620xa

CELEBRAÇÃO RENTÁVEL

Se o nascimento de um bebé é motivo de alegria e celebração, a vinda ao mundo de um novo membro da realeza eleva o conceito a um nível estratosférico. Que o diga Joshua Barnfield, director do Centre for Retail Research (CRR), que estima que, entre os dias 1 de Julho e 31 de Agosto, este fenómeno levará os britânicos  a gastar em média 376 milhões de dólares. Aponta ainda para cerca de 121 milhões gastos em festividades, 122 em lembranças e brinquedos, bem como cerca de 116 em livros, DVDs e outros media. Valores que Barnfield afirma serem 3 a 4 vezes superiores aos dos nascimentos dos príncipes William e Harry.

FENÓMENO DE CIRCULAÇÃO

Um outro negócio que poderá ficar grato ao bebé fenómeno é o das revistas cor-de-rosa. De acordo com Larry Hackett, editor da People, a edição dedicada ao casamento de William e Kate vendeu mais de 2 milhões de revistas – tendo-se o total de vendas de publicações americanas dedicadas ao evento traduzido em 13 milhões. Algo que não surpreende, quando a US Weekly refere que o matrimónio do herdeiro ao trono lhes valeu uma das suas edições mais vendidas. Como tal, está em fase de preparação uma edição especial acerca do Bebé Real, que deverá ser colocada à venda dentro de cerca de um mês.

KateandWill_cover_1

UMA FEBRE COM RAÍZES NACIONAIS

Num mundo cada vez mais céptico face ao papel das famílias reais (com escândalos de fraudes e infidelidades a sucederem-se por várias casas europeias), o que motiva este apetite voraz pela mais ínfima novidade acerca do Bebé Real?

O The Christian Science Monitor aponta factores como a rápida disseminação da informação e o apelo comercial fomentados pela Internet. Junte-se o ressurgimento do interesse pela Família Real, proporcionado pelo casamente de Kate e William, e estão criadas as bases para mais um episódio de euforia pop. A cereja no topo do bolo é o patriotismo renascido, motivado por eventos como os Jogos Olímpicos e o  Jubileu de Diamante da Rainha Isabel II, ambos em 2012. Mas há causas mais abrangentes e relativas ao comportamento do consumidor que, segundo Barnfield, apresenta uma maior tendência para fazer celebrações do que noutras décadas.

HERDEIRO DE LUXO

Se a economia britânica irá beneficiar em muito com o nascimento do futuro herdeiro, o próprio bebé não sofrerá de grandes complicações financeiras. Atentemos no valor estimado atribuído a cada membro da família real: Rainha ($450 milhões); Príncipe Carlos ($60 milhões), Princesa Diana (por ocasião da sua morte, $55 milhões); Príncipes William e Harry ($40 milhões cada) e a Duquesa de Cambridge, Kate ($1 milhão). Feitas as contas, o futuro bebé torna-se no herdeiro de uma fortuna potencial superior a 1 bilião de dólares.

Nada mau para alguém que ainda nem abriu os olhos.

 

Por Margarida Cunha

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s